Código do Botão para Compartilhar o Artigo do seu Blog Visualizar

SEJA MAIS UM NA CAMPANHA JCC PARA TODOS, VENHA FAZER PARTE DESTA FAMILIA

O JCC Brasil, tem por finalidade auxiliar na educação, cultura e lazer, nos aspectos relacionados à prevenção criminal juvenil, às drogas e à violência, na promoção da cidadania, destinados a colaborar na orientação, estudos, trabalhos e atividades diversas, abrangendo a área criminal e sua respectiva prevenção, no ambiente escolar e na comunidade, dentro da consciência democrática do povo brasileiro. A fim de cumprir suas finalidades o JCC Brasil, Conforme prescreve o seu Estatuto, deve: * Promover ações e colaborar para a criação de um ambiente escolar e comunitário mais saudável e harmônico, livre de drogas, crimes e violência, valorizando o exercício da plena cidadania; Desencadear um movimento de liderança juvenil, aproveitando a capacidade de criação e o protagonismo juvenil, na organização de eventos e disseminação de boas ações comportamentais no ambiente escolar e na comunidade, em prol de todos os cidadãos; * De forma objetiva, atuar na criação de condições favoráveis para que o jovem seja a solução dos problemas, ao invés de ser parte do problema;

sexta-feira, 12 de julho de 2013

JCC e Escola Maria Augusta Silva Araúlo "Meio Ambiente"






quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Hoje faz um mês da sua partida "Guerreiro Deivide Carlos"

Sei que você esta do lado do senhor olhando por nós...
tua simplicidade me conquistou e hoje vc faz muita falta entre nós.

Apesar de ter somente 10 anos, Deivide sempre pensava nos irmãos.

Guerreiro de coração puro, um exemplo que não pode ser ESQUECIDO   



                                          O Guerreiro Deivide 03/03/2002 29/10/2012

Militar orientador do programa JCC de Muriaé resgatou Lagarto linguarudo de Creche.

O lagarto da espécie linguarudo foi atacado por meninos que  atiraram varias pedras, tendo ele se refugiado dentro da creche escolar do bairro são pedro, causando um pouco de pânico entre os funcionarios e alunos.O sd bernardes que é orientador do jcc passava pelo local fazendo o patrulhamento escolar, fez o resgate do réptil e encaminhou o lagarto para a policia do meio ambiente
.
Os lagartos ou sáurios (do latim científico Sauria, chamados ainda de Lacertilia) constituem uma vasta sub-ordem de répteis escamados. Se diferenciam das serpentes (suas parentes próximas) devido à presença de quatro patas, pálpebras nos olhos, e ouvidos externos. Apesar disso muitas espécies de lagartos, como os licranços perderam suas patas durante a evolução, se tornando externamente semelhantes às serpentes. Semelhantemente também existem lagartos sem pálpebras (da família Gekkonidae) ou sem ouvidos.
Com mais de 5 000 espécies conhecidas atualmente, os lagartos ocorrem em todos os continentes, exceto na Antártida e existem em diversos tamanhos, desde alguns centímetros, como alguns geckos, até 3 metros, como o dragão-de-komodo. São geralmente carnívoros, alimentando-se de insetos ou pequenos mamíferos, mas também há lagartos omnívoros ou herbívoros, como as iguanas. O monstro-de-gila, nativo do sul dos Estados Unidos, e o lagarto-de-contas, do México e América Central, são as únicas espécies que se sabe serem venenosas. Alguns tipos de lagarto são capazes de regenerar partes do seu corpo, mais usualmente a cauda, mas em alguns casos mesmo patas perdidas. Enquanto a maioria das espécies põe ovos, outras são vivíperas ou ovovivíperas.
Em 2007 foram reconhecidas duas novas espécies de lagartos endémicas no Brasil, têm o nome científico de Stenocercus squarrosus e Stenocercus quinarius.[1]
O lagarto foi solto na reserva do horto florestal pela equipe da Policia Ambiental

Adicionar legenda

JCC DAS ESCOLAS ELZA ROGERIO, CAIC, DECA E PADRE MAXIMINO BENASSATI VISITARAM A UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA


Dimitri Ivanovich Mendeleev
Дми́трий Ива́нович Менделе́ев
Química
Física
Dmitri Mendeleev.jpg

Dados gerais
Nacionalidade Russo Império Russo

Nascimento 8 de Fevereiro de 1834
Local Tobolsk
Império Russo

Falecimento 2 de Fevereiro de 1907 (72 anos)
Local São Petersburgo

Cônjuge Feozva Nikítichna Lescheva (1862 a 1871) e Ana Ivánovna Popova (1882 a ?)

Actividade
Campo(s) Química
Física
Alma mater Universidade Estatal de São Petersburgo
Conhecido(a) por Criador da tabela periódica, mendelévio

Prêmio(s) Prêmio Demidov (1862), Medalha Davy (1882), Medalha Copley (1905)
Assinatura
Mendelejew signature.jpg
Medalha Davy de 1882
Medalha Copley de 1905

video

Homenagem

Em 1955, o elemento atômico n.º 101 da tabela periódica recebeu o nome Mendelévio (Md), em sua homenagem.
Retrato de autoria desconhecida.
Retrato de autoria desconhecida.
Dimitri Mendeleev em 1897.
Dimitri Mendeleev em 1897.

Monumento à tabela periódica na Universidade de Química e Tecnologia de Alimentos em Bratislava na Eslováquia.
Monumento à tabela periódica na Universidade de Química e Tecnologia de Alimentos em Bratislava na Eslováquia.

Monumento à tabela periódica na Universidade de Química e Tecnologia de Alimentos em Bratislava na Eslováquia.Busto de Mendeleev na Universidade de Moscou.
Busto de Mendeleev na Universidade de Moscou.










Dimitri I. Mendeleev nasceu na cidade de Tobolsk na Sibéria. Era o filho caçula de uma família de 17 irmãos. Seu pai, Ivan Pavlovich Mendeleev era diretor da escola de seu povoado, perdeu a visão no mesmo ano de seu nascimento. Como consequência perdeu seu trabalho.
Já que seu pai recebia uma pensão insuficiente, sua mãe Maria Dimitrievna Mendeleeva, passou a dirigir uma fábrica de cristais fundada por seu avô, Pavel Maximovich Sokolov. Na escola, desde cedo destacou-se em Ciências (nem tanto em ortografia). Um cunhado, exilado por motivos políticos e um químico da fábrica inspiraram sua paixão pela ciência. Depois da morte de seu pai um incêndio destruiu a fábrica de cristais. Sua mãe decidiu não reconstruir a fábrica mas sim investir suas economias na educação do filho.
Nessa época todos os seus irmãos, exceto uma irmã, já viviam independentemente. Sua mãe então mudou-se com ambos para Moscovo a fim de que ele ingressasse na universidade de Moscovo o que não conseguiu. Talvez devido ao clima político vivido pela Rússia naquele momento a universidade só admitia moscovitas.
Foram então para São Petersburgo, onde a situação era precisamente a mesma, não se admitiam estudantes de outras regiões, porém sua mãe descobriu que o diretor do Instituto Pedagógico Central (principal escola formadora de professores da Rússia da época) era amigo de seu finado marido, portanto, onde a burocracia frustrava, o favoritismo mandava e Dimitri consegue uma vaga.
O Instituto Pedagógico Central ficava nos mesmos prédios da Universidade de São Petersburgo e tinha em seu quadro docente muitos professores da própria universidade, dentre eles o famoso físico alemão Heinrich Lenz. Interessou-se pela química graças ao prestigiado professor Alexander Voskresenki, que passou seus últimos anos de vida em uma enfermaria devido a um falso diagnóstico de tuberculose. Ainda assim graduou-se em 1855 como primeiro de sua classe.
Em 1859 conseguiu uma verba do governo para estudar no exterior por dois anos. Primeiro foi a Paris estudar sob Henri Victor Regnault, um dos maiores experimentalistas europeus da época (consta que Regnault havia feito várias descobertas importantes, como o princípio da conservação de energia, mas seus estudos haviam sido destruídos e Regnault não conseguiu recuperar antes de sua morte).
No ano seguinte, Mendeleev seguiu para a Alemanha estudar com Gustav Kirchhoff e Robert Bunsen, inventores do espectroscópio - importante instrumento para descoberta de novos elementos daquela época - e do até hoje utilizado bico de Bunsen.
O comportamento explosivo de Mendeleev tornou-se sua ruína. Com pouquíssimo tempo de convivência, brigou com Kirchoff e desistiu das aulas, porém, continuou na Alemanha onde residia em um pequeno apartamento que transformou em laboratório. Neste laboratório improvisado, trabalhando sozinho, limitou-se a estudar a dissolução do álcool em água e fez importantes descobertas sobre estruturas atômicas, valência e propriedades dos gases.

Uma versão da tabela periódica de Mendeleev, da primeira edição inglesa do seu livro de texto (1891, baseada na 5.ª edição russa).
Em 1860, pouco antes de voltar à Rússia, participou do 1º Congresso Internacional de Química da Alemanha, em Karlsruhe, onde foi decido por influência do químico italiano Stanislao Cannizzaro que o padrão de abordagem dos elementos químicos seria o peso atômico.
Casa-se pela primeira vez, por pressão da irmã, em 1862 com Feozva Nikítichna Lescheva com a qual teve três filhos um dos quais faleceu. Esta foi uma união infeliz e, em 1871, separaram-se. Casou-se pela segunda vez em 1882 com Ana Ivánovna Popova 26 anos mais jovem. Tiveram quatro filhos. Teve de enfrentar a oposição da família de Ana e o facto de que Feozva negava-se a dar-lhe o divórcio.
Em 1869, enquanto escrevia seu livro de química inorgânica, Dimitri Ivanovich Mendeleev organizou os elementos na forma da tabela periódica actual. Ele criou uma carta para cada um dos 63 elementos conhecidos. Cada carta continha o símbolo do elemento, a massa atômica e as suas propriedades químicas e físicas. Colocando as cartas numa mesa, organizou-as em ordem crescente de massas atómicas, agrupando-as em elementos de propriedades semelhantes. Tinha então acabado de formar a tabela periódica.
Esta tabela de Mendeleev tinha algumas vantagens sobre outras tabelas ou teorias antes apresentadas, mostrando semelhanças numa rede de relações vertical, horizontal e diagonal. A classificação de Mendeleev deixava ainda espaços vazios, prevendo a descoberta de novos elementos.
A tabela de Mendeleev serviu de base para a elaboração da actual tabela periódica, que além de catalogar 118 elementos conhecidos, fornece inúmeras informações sobre o comportamento de cada um.
Mendeleev ordenou os 60 elementos químicos conhecidos de sua época na ordem crescente de peso atômico de certa forma que em uma mesma vertical ficavam os elementos com propriedades químicas semelhantes, constituindo os grupos verticais, ou as chamadas famílias químicas. O trabalho de Mendeleev foi um trabalho audacioso e um exemplo extraordinário de intuição científica. De todos os trabalhos apresentados que tiveram influência na tabela periódica o de Mendeleev teve maior perspicácia.
Ele foi um cientista que defendeu a origem inorgânica do petróleo.
Cquote1.svg O facto capital para se notar é que o petróleo nasceu nas profundezas da Terra, e é somente lá é que devemos procurar sua origem.[1] Cquote2.svg
Dimitri Mendeleiev
Viajou por toda a Europa visitando vários cientistas. Em 1902 foi a Paris e esteve no laboratório do casal Pierre e Marie Curie.
Faleceu, vitimado por uma gripe[2] em 1907, já praticamente cego.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

PM realiza II Encontro do JCC-Muriaé

II Encontro do JCC-Muriaé

Delegado Dr Rangel Matinho (Palestra)
Presidentes do JCC.

CMDT do 47° BPM e alunos JCC

Autoridades

SD Bernardes, CMT Ten Cel Rodrigues e Cb Domingos

Maria Amelia secretaria de Educação e Vinicius Hastenreiter presidente do Comjuv.

Cb Domingos orientador JCC


Autoridades

JCC







O 2º Encontro do Programa Jovens Construindo a Cidadania (JCC) de Muriaé, da Polícia Militar, sob o tema "Transformar o jovem na solução do problema".

O evento conta com a participação de cerca de 500 alunos de várias escolas da cidade. Também estão previstas participações de autoridades e escolas de Carangola e de outros municípios da região.

A programação incluiu, na parte da manhã, uma palestra com o delegado Rangel Martino, que irá falar sobre a situação dos adolescentes em conflito com a lei. Já o tema "Sexualidade" será abordado, a seguir, pela enfermeira Fernanda, do PSF do Porto.

Para a parte da tarde, ficou reservado um "Show de Talentos", com participação dos próprios alunos do JCC. As atrações seguintes serão o "Grupo Capoeiragem", o grupo "Raízes", do Bairro Santa Terezinha, street Dance e Hip- Hop. Para finalizar, a banda "Necromatas", formada por alunos do programa também fará um show.

O encontro será realizado no Sítio do Grego, na estrada Muriaé-Miraí, entre 08h e 17h.

JCC é implantado na Escola Desembargador Canedo (Deca)

Visualizar
Jovens muriaeenses, no caminho certo.

JCC é implantado na Escola Stella Fidélles

Visualizar
Alunos, juntos somos invensivéis!!!

JCC é implantado na Escola Padre Maximino Benassati.

Visualizar